67 3028 9000

+ TELEFONES

Notícias

Quando devo vacinar meus filhotes?

17 de dezembro de 2020 | Dr. Homeo Pet

Filhotes são muito sensíveis e, nos primeiros meses de vida, possuem o sistema imunológico ainda imaturo. Dessa forma, o organismo não é capaz de se defender com eficiência de possíveis infecções.

As doenças mais comuns em filhotes e que causam graves sintomas, inclusive com riscos a vida do paciente, são as viroses. Em cães, as mais comuns são a Cinomose, Parvovirose, Leptospirose Canina, entre outras.

Para os filhotes de gato a situação não é diferente, também são animais sensíveis e que podem facilmente adoecer.

Cuidados

Os cuidados para que os filhotes cresçam saudáveis se iniciam com a saúde da mãe, que deve estar hígida e bem nutrida desde a gestação até a amamentação. Falando em amamentação os filhotes devem receber o leite materno que é rico em anticorpos, o que confere proteção para estes animais. O aleitamento materno deve ocorrer até os 30 a 40 dias de vida, após isso pode ser realizado o desmame tranquilamente.

Outro cuidado é com a higiene. Os filhotes devem ficar em um ambiente limpo, de preferência onde não tenha estado nenhum animal doente nos últimos meses, manter também vasilhas de água e comida sempre limpas e água fresca disponível.

Evitar também as infestações por parasitas como pulgas, carrapatos e vermes, pois, o animal infestado por parasitas pode ficar fraco e debilitado, aumentando ainda mais os riscos de adoecimento.

É muito importante que o filhote receba as vacinas recomendas para essa fase da vida. No caso dos cães, as primeiras são as vacinas contra as viroses, conhecidas como V8 ou V10, que protegem contra; Cinomose, Hepatite Canina, Adenovirus Canino, Coronavirus Canino, Parainfluenza Canina, Parvovirus Canino e Leptospirose.

Quase sempre o esquema de vacinação se inicia aos 45 dias de vida do animal, realizando mais dois reforços com intervalos de 21 dias, depois um reforço anual. Por volta dos quatro meses de vida o animal deve receber também a vacina contra raiva, dose única com reforço uma vez ao ano.

Dependendo da região e incidência de doenças o veterinário pode recomendar o início da vacinação mais cedo, com vacina especifica para filhotes mais jovens e até mesmo recomendar uma quarta dose das vacinas contra as viroses.

Há ainda a possibilidade de aplicação de outras vacinas como contra Leishimaniose, Giardia, etc.

Em relação aos felinos, também é recomendado que sejam vacinados para evitar que contraiam algumas doenças. No caso dos gatinhos está disponível a vacina tríplice (Rinotraqueíte, Calicivirose e Panleucopenia), a quadrupla (Rinotraqueíte, Calicivirose, Panleucopenia e Clamidiose) e a quíntupla (Rinotraqueíte, Calicivirose, Panleucopenia, Leucemia Felina, e por Chlamydia Psittaci).

O veterinário irá definir qual a vacina é mais indicada, de acordo com a incidência de doenças na região.

O esquema de vacinação deve se iniciar entre a 6º e 9º semanas de vida, com reforços a cada 3 a 4 semanas, até completar três doses e depois uma dose de reforço anual.

Os felinos também devem ser vacinados contra raiva por volta dos quatro meses de vida e depois receber um reforço anual.

Homeo Pet Bellfilhote

Para auxiliar com a saúde e o desenvolvimento dos filhotes, a REAL H desenvolveu o Homeo Pet Belfilhote, um medicamento homeopático que estimula o desenvolvimento e o equilíbrio orgânico dos filhotes até os 18 meses.

O Belfilhote pode ser utilizado desde os primeiros dias de vida, auxiliando inclusive na resposta a vacinas, o que promove maior proteção para os jovens animais.

Nas ninhadas que recebem o medicamento é possível observar maior ganho de peso e desenvolvimento dos animais.

Outro produto extremamente importante, não só para os filhotes, mas em todas as fases da vida é Homeo Pet Paracanis, indicado para prevenção e controle das infestações por pulgas carrapatos e vermes de cães.

E, para felinos o indicado é o Parafelis que atua na prevenção e controle das infestações por pulgas, fungos e vermes de gatos.

Os produtos da linha Homeo Pet não apresentam riscos de intoxicação, efeitos colaterais e nem contraindicações.

Consulte um médico veterinário antes de utilizar qualquer medicação.

Você gostou? Compartilhar nas redes sociais.

WhatsApp Fale Conosco