67 3028 9000

+ TELEFONES

O Uso de Medicação Homeopática no Tratamento de Cães Com Insuficiência Renal Crônica – Relato de Caso

Rezende P.M.[1], Agnese A.P.[2], Álvares R.[3] Dr. Real C.M.[4] Departamento Técnico, Real H Matriz Fabrica, Campo Grande – MS. Rodovia BR 163, Km 11,5, Anel Rodoviário s/n. Cep. 79043-000 patrícia.assessoratecnica@realh.com.br

Introdução:

As doenças renais são problemas clínicos de ocorrência frequente em cães e gatos. (Maddison & Syme 2010) A Insuficiência Renal Cônica (IRC) é uma síndrome que ocorre quando os rins não são mais capazes de manter as suas funções; reguladora, excretora e endócrina, o que ocorre quando cerca de 75% dos número de néfrons estão comprometidos. (Ettinger & Feldman 2008). Trata-se de uma doença de caráter progressivo, mais comum em cães e gatos idosos, mas também ocorrer em animais jovens. Ela é geralmente o resultado da evolução de doenças renais agudas, não tratadas adequadamente, ou por que as causas são constantes, mas de fraca intensidade, ou ainda porque o organismo debilitado não responde satisfatoriamente ao agente agressor (Ettinger & Feldman 2008; Maddison & Syme 2010). Na maioria dos animais os fatores responsáveis pelo início da IRC permanecem obscuros, independente do diagnóstico clínico (Ettinger & Feldman 2008). O inicio da doença pode ser assintomático por um longo período (Maddison & Syme 2010). A poliúria e polidipsia compensatória estão entre as primeiras manifestações clínicas da Insuficiência Renal Crônica (Ettinger & Feldman 2008). Com a diminuição no numero de néfrons, os néfrons remanescentes se adaptam visando manter a homeostasia no organismo. Essa adaptação na maioria das vezes não é suficiente para a excreção da uréia e da creatinina (Maddison & Syme 2010). O aumento dessas substancias pode causar uma série de alterações no organismo como, por exemplo, alterações neurológicas, manifestadas por tremores, ataxia, mioclonias, excitação, convulsão e coma devido ao aumento de uréia na circulação (Rubin 1997). Em pacientes com suspeita da doença é essencial avaliar a função renal, através de exames bioquímicos de creatinina e uréia séricas e ainda pele urinálise, para identificar se a causa da azotemia é pré-renal, renal ou pós-renal (Ettinger & Feldman 2008). A pesquisa de novos fármacos para combater as doenças no homem e no animal é uma busca crescente. A Homeopatia atualmente é mais uma opção de tratamento. O uso de medicamentos homeopáticos tem o objetivo de melhorar o funcionamento renal levando a redução dos níveis de uréia e creatinina. Esta terapêutica, criada no final do século XVIII pelo médico alemão Samuel Hahnemann 1975-1834, se fundamenta na lei dos semelhantes, “Similia similibus curantur” lei natural de cura já registrada nos “Aforismas” escritos por Hipócrates 400 a.C.. A aplicação da Lei dos Semelhantes consiste em tratar doenças administrando medicamentos que no homem sadio causam os mesmos sintomas que os apresentados pelo paciente a ser tratado. Com receio das intoxicações medicamentosas comuns da sua época, Hahnemann procedeu à diluição dos medicamentos e entre uma diluição e a subseqüente o frasco era submetido a uma série de sucções e a este procedimento Hahnemann denominou dinamização. Hahnemann dizia que era a dinamização que liberava a energia contida no medicamento. (Real 2008). Devido ao processo de diluição e dinamização, a administração de medicamentos homeopáticos não causa efeitos colaterais e intoxicações. (Lopes 2009).

Materiais e Métodos:

Felino, sem raça definida, fêmea, dez anos. Em 26/03/11 animal foi levado a clinica Interclincas-RJ para consulta, pois estava sem apetite e prostrado. Já havia sido diagnosticada com Insuficiência Renal Crônica dois anos antes e desde então passou a comer ração especifica para Insuficiência Renal. Foi realizado exame bioquímico de uréia e creatinina séricas, que estavam acima do normal (Uréia 439mg/dL e Creatinina 2,4mg/dL). Neste dia teve inicio o tratamento com o [5]Homeopet Pró-Rim® (Cantharis 10-30, Terenbinthinum 10-30, Berberis vulgaris 10-60, Serum d’anguille 10-24, Solidago virgaurea 10-24) 1 borrifada 3 vezes ao dia. O animal apresentou melhora já aos primeiros dias de tratamento. Após 47 dias (14/05/11) foram refeitos os exames laboratoriais e observou-se que os valores já haviam normalizado (Uréia 60,2mg/dL e Creatinina 1mg/dL).

Resultados e Discussões:

A utilização do complexo homeopático Pró-Rim® foi útil para melhorar a função renal do animal, fato confirmado pela diminuição das taxas de uréia e creatinina. Houve uma diminuição de -86,28% de Uréia e -58,33% de Creatinina Neste caso o animal apresentou melhora clinica já aos primeiros dias de tratamento, mas os exames foram repetidos apenas 47 dias após, devido à disponibilidade econômica da proprietária.

Referências:

Hahnemann S. 1975-1834. Exposição da doutrina homeopática, ou, Organon da Arte de Curar.

Vannier L. 1940 La Douctrine Homeopathique. Ed Vigot Fréres. Paris p. 392.

Rubin S.I 1997. Chronic Renal failure and its management and nephrolithiases. In: Veterinary Clinics of North America: Small Animal Practice, V. 27, n. 6, p 1331-1354.

Milmann J. e Osdoit P. 2002. Homéopathie Vétérinaire de la théorie à la pratique.Enbourg: Marco Pietteur, p. 352.

Hahnemann S. 2007 Exposição da doutrina homeopática, ou, Organon da Arte de Curar. São Paulo: GEHSP “Benoit Mure”, p. 216,

Ettinger S.J. e Feldman E.C. 2008, Tratado de medicina interna veterinária: doenças do cão e do gato. 5 ed, p. 1686-1749,

Lopes D.F. 2009, A Homeopatia Através dos Séculos. Cães e Gatos, ed.126, p. 42-44,

Madison J. e Syme H. 2010 Chronic kidney disease in dogs and cats: pathophysiology and diagnosis. Irish Veterinary Journal. v. 63 n. 1 p. 44-51.1

Termos de Indexação: IRC, Homeopatia, Pró-Rim, Uréia, Creatinina

 

 

 

 

Exame Laboratorial do animal, na coluna da esquerda os valores do primeiro exame. Na coluna da direita os valores do segundo exame, após o tratamento com Pró-Rim

  1. Assessora Técnica Linha Homeopet
  2. Promotora Comercial Linha Homeopet
  3. Méd. Veterinário Particular
  4. Prof. Emérito da UFMS e Presidente da Real H e Cia
  5. HomeoPet Pró-Rim®: Medicamento homeopático fabricado pelo Laboratório Homeopático Veterinário Real & Cia Ltda. Cadastrado no MAPA nº 072-2009/MS

 

Você gostou? Compartilhar nas redes sociais.

WhatsApp Fale Conosco