67 3028 9000

+ TELEFONES

Insuficiência Renal – Tratamento Homeopático. Estudo retrospectivo

Renal failure – Homeopathic Treatment. Retrospective study

1Patrícia Martins de Rezende Leite, 2Prof. Dr. Claudio Martins Real.

1Médica Veterinária – Promotora Técnica Real H – patrícia.promotoratecnica@realh.com.br .

2Professor emérito da UFRGS e da UFMS

Palavras chave: ureia, creatinina, Pró-Rim

Keywords: urea, creatinine, Pró-Rim

Introdução

Os rins, através de suas funções de filtração, excreção e reabsorção, são responsáveis pela manutenção do volume e o equilíbrio dos líquidos orgânicos, ao eliminarem eletrólitos e toxinas.

Os rins tem ainda um importante papel ao estimular a produção de hemácias, através do hormônio eritropoietina que é secretado pela verdadeira glândula endócrina constituída pelas células justa-glomerulares que se encontram distribuídas em todo o parênquima cortical.

Quando ocorre uma lesão renal a função renal fica comprometida, constituindo a denominada Insuficiência Renal (IR), que ocorre quando ¾ dos néfrons estão comprometidos (1).

Para a avaliação da função renal os parâmetros mais utilizados são as dosagens séricas de ureia e creatinina. Segundo CORTADELLAS, 2012 os aumentos destes parâmetros significam que 75% do parênquima renal se encontra lesado. Ainda segundo este autor, os valores de creatinina e ureia devem ser mensurados na mesma oportunidade visando aumentar a especificidade no diagnóstico de alteração da Taxa de Filtragem Glomerular (TFG).

A creatinina provém do ciclo da fosfocreatina e da creatina muscular. É o indicador mais confiável da TFG. (2). O valor referencia de Creatinina sérico é de 0,5 – 1,5 mg/dl para cães e 0,8 – 1,8 mg/dl para gatos (3).

A ureia é sintetizada pelo fígado a partir da amônia e é filtrada livremente pelos glomérulos sendo parcialmente reabsorvida nos túbulos renais, visando a manutenção do equilíbrio desta substancia (2). Os valores séricos de referencia para a ureia são de 21 – 60mg/dl para cães e 20 – 30 mg/dl para gatos (3).

No tratamento da IR aguda ou crônica a Homeopatia se apresenta como uma opção eficaz. Ela age estimulando o funcionamento dos rins via Sistema nervoso, que após receber a mensagem energética especifica do medicamento, desencadeia por via reflexa uma serie de ações, que melhoram e potencializam a função renal e podendo até recuperar nefrons lesados que ainda não foram substituídos por tecido fibroso. Esta afirmação se comprova pela melhora clinica e laboratorial apresentada com o tratamento homeopático.

Este trabalho tem o objetivo de avaliar a melhora da função renal promovida pelo uso do produto HP Pró-Rim[1]. É um estudo retrospectivo (2010 – 2015) de 14 casos de IR.

Material e Método

São analisados 14 casos de IR, sendo sete caninos e sete felinos, provenientes de SP, MS, RJ, PR e RS, ocorridos no período de 2010 a 2015.

Os diagnósticos foram baseados nas manifestações clínicas e confirmados pelas determinações de ureia e creatinina séricas.

Entre os caninos quatro eram fêmeas e três machos e entre os felinos quatro eram fêmeas e três machos. As idades entre os cães variaram de sete meses a 14 anos e entre os gatos de um e 14 anos.

Após a determinação sérica dos valores de ureia e creatina foi adotado como tratamento o complexo homeopático HP Pró-Rim, nas doses indicadas na bula de acordo com o porte e espécie dos animais.

O Quaro 1 apresenta os dados referentes aos caninos e o Quadro 02 aos felinos. Ambos os quadros apresentam um resumo de cada caso: sintomas, tratamentos anteriores, o intervalo de dias entre os exames e os resultados do uso do HP Pró-Rim, expresso em % de redução de taxas de ureia e creatina.

 

Resultado, Discussão e Conclusão.

Quadro 01 – Histórico e evolução dos caninos portadores de IR, tratados com HP Pró-Rim.

Casos Sintomas Trat.

anteriores

Ureia 21 -60mg/dl / Creat. 0,5-1,5mg/dl ≠ dias Ureia Creat
1º Exame 2º Exame % de redução
Ureia Creat Ureia Creat
Canino, M. Schnauzer, 7 meses Dra Andrea Zanquim – Clinica Zanquim. – SP Sem relato de sintomas Ração renal 28/05/15 02/06/15 5 60,6% 85,8%
114,4 9,1 44,96 1,3
Canino, F., 2 anos, Dachshund – Dr. Antonio Defante – Clínica Bourgelat- MS Vômitos Não houve 18/11/10 29/11/10 11 51,5% 38,8%
154 1,8 75 1,1
Canino, F. Rottweiler, 2 anos. Dra. Sibele Tristão de SouzaClínica Mundo Pet -SP Sem relato de sintomas Ração renal 08/05/14 25/06/14 46 67% 16,6%
94 1,2 31 1,0
Canino, F. 2 Anos, Lhasa Apso, Dr. Hugo M. Giardulli – Clinica CLIPET – SP Dores abdominais

Inapetência vômitos e cistite

Sulfa

+ Trimetropin

04/09/14 08/10/14 34 64,4% 38,1%
239 3,0 85 1,9
Canino, F., Poodle, 5 anos – Dr. Antônio DefanteClínica Bourgelat – MS Vômitos esporádicos Não houve 05/02/10 03/03/10 26 28% 57%
76 1,9 54 0,8
Canino, M., 13 anos, SRD. Dr. Mariana Boller – RJ Tosse seca e cansaço *HP Cardioplus 22/11/13 04/01/14 43 60,4% 20%
150 2,0 59,3 1,6
Canino, M., 14 anos, SRD – Dr. Antonio Defante, Clínica Bourgelat – MS Epistaxe Não houve 07/10/10 13/10/10 6 50,5% 6,2%
89 1,6 44 1,5

*Animal apresentava manifestações de Insuficiência Cardíaca e estava sendo tratado com o HP Cardioplus. Constatada alteração dos níveis de ureia e creatinina foi acrescentado ao tratamento o uso do HP Pró-Rim que melhorou os sintomas e a função renal.

Quadro 02 – Histórico e evolução dos felinos portadores de IR, tratados com HP Pró-Rim.

Casos Sinais e sintomas Trat. anteriores Ureia 20–30mg/dl / Creat 0,8-1,8mg/dl ≠ dias Ureia Creat.
1º Exame 2º Exame
Ureia Creat Ureia Creat % de redução
Felino, M., 1 ano, SRD. Dra. Natalia Restel – Clinica VetCare – PR Vômitos e inapetência, má formação renal. Ração renal 05/02/14 15/02/14 10 17,3% 21%
69,9 1,9 57,8 1,5
Felino, M. 2 anos, SRD. Dr. Carlos Eduardo – Clinica Dr. Pet – MS Anorexia, vômitos e perda de peso. Fluido-terapia 24/02/12 29/02/12 5 49,1% 59,3%
285 8,64 145 3,51
Felino, M., 3 anos SRD. – Dra. Beatriz Mattes – ONG Adote um Gatinho – SP Falta de apetite, perda de peso e vômitos. Fluido-terapia e ração renal 08/05/13 18/06/15 40 7,5% 79,1%
120 2,4 111 0,5
Felino, M. 10 anos, SRD – Dra. Marcia da Silveira – Clínica Pet’s Cão – MS Vômitos frequentes Fluido-terapia e ração renal 11/05/10 01/10/10 21 3,7% 27,7%
80 3,6 77 2,6
Felina, F. 10 anos, SRD. Dr. Fernanda NogueiraClinica Petit Ami Anorexia e vômitos Fluido-terapia 17/12/11 23/12/11 6 73,1% 74,6%
548 20,5 147 5,2
Felino, F. 10 anos, SRD. Dr. Rogério Álvares, Clinica Interclinicas – RJ Falta de apetite e prostração Ração renal 26/03/11 14/05/11 49 86,3% 58,3%
439,5 2,4 60,2 1,0
Felina, F. 14 anos, SRD. Dra. Rochana Rodrigues – Chatterie – Centro de Saúde do Gato – RS Sintomas neurológicos, rins policísticos Fluido-terapia e Ração Renal 01/06/13 19/08/13 78 19,6% 73,1%
153 3,35 123 0,9

Através dos quadros 1 e 2 é possível constatar a eficácia do produto HP Pró-Rim, que agiu promovendo melhora clinica e laboratorial, independente da gravidade do quadro da espécie e da idade dos animais.

Entre os cães a redução das taxas de ureia foi em média de 54,6% e a de creatinina 37,5%. Entre os felinos a diminuição média de ureia foi de 36% e creatinina 56,1%.

A duração do tempo de tratamento entre os casos decorreu da resposta individual dos animais e da decisão do profissional em repetir os exames. O tempo médio do primeiro para o segundo exame nos cães foi de 24 dias e nos gatos 29 dias.

Referencias Bibliográficas

  1. NELSON, R. W., COUTO, C.G. Medicina Interna de Pequenos Animais. 3º ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006

(2) CORTADELLAS, Ó, et al. Manual de Nefrologia e Urologia Clínica Canina e Felina. São Paulo: Eb medVet Ltda, 2012

(3) GONZÁLEZ, F.H.D; CARVALHO, V.; MÖLLER, V.A.; DUARTE, F.R. Perfil Bioquímico Sanguíneo de Cães e Gatos na Cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Arquivos da Faculdade de Veterinária. UFRGS. 2001. Disponível em: http://www.ufrgs.br/lacvet/restrito/pdf/gonzalez_caes_gatos.pdf. Acesso em 08/07/15

  1. HomeoPet Pró-Rim – CMR Laboratórios Veterinários LTDA. Produto Cadastrado no MAPA sob o número 072-2009/MS

 

Você gostou? Compartilhar nas redes sociais.